Pages

11 janeiro, 2009

Deus de concreto gera polêmica

O monumento erguido pelo ex-prefeito de Bocaiúva, Norte de Minas, Alberto Caldeira (PMDB), gerou polêmica. Antes mesmo da construção, o jornal de maior circulação na cidade questionava a posição da estátua: ficaria de costas para os bairros mais pobres.

Agora, depois de começada a obra, o complexo turístico que integra a imagem do Cristo Misericordioso pode não ser concluído. O novo prefeito, Ricardo Veloso (PSDB), considera que outros pontos são mais prioritários para o início da sua segunda administração.
Confira a reportagem de Luiz Ribeiro, do jornal Estado de Minas/Diários Associados Press.

3 comentários:

  1. Oi, Jair!

    Interessante isso! O Cristo de costas para os bairros mais pobres e o atual administrador vai deixar uma obra parada por não considera-la importante, eu hein? E a cidade sempre em segundo plano por causa de picuinhas políticas.

    Jair, obrigado por recomendar meu blog no seu e por ter lembrado de mim lá da palestra. Lembrei de vc na hora que vi a sua foto no perfil.

    Conte comigo no que precisar, ok.

    Sucesso lá no seu telejornal!

    Abraço,

    =]
    ---------------------
    http://cafecomnoticias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. As obras de arte sempre serão motivo de discórdia, especialmente obras eleitoreiras, que têm claro objetivo de promover pessoas, tirá-las do anonimato, ou evitar-lhes o esquecimento.

    O Cristo Redentor, aparentemente redimido da pexa de feiura, com a escolha manipulada por levas de brasileiros como uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, também é vítima frequente de perseguição.

    Espero que o povo de Bocaiuva defina e imponha o que realmente deva ser feito com o dinheiro que é de todos, e que não deve ser objeto para alimentar a vaidade de alguns.

    ResponderExcluir
  3. QUE O CRISTO SEJA UM SINAL QUE A IGUALDADE
    EXISTE DE VERDADE,QUE ABENÇOADO E AQUELES QUE NELE CONFIA E SERÃO VERDADEIRO PARA O PAI NOSSO QUE ESTÁ NO CEU ,,,,,,,,,,, CELSO PEREIRA SIQUEIRA , FILHO DE BOCAIUVA O BURA.

    ResponderExcluir